quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Clarear ou escurecer a pele? Vai de acordo com a conveniência da mídia.

Abaixo, fiz um ctrl+c, ctrl+v de uma matéria publicada na edição virtual da revista época nesta semana (27/12/2010)

Na Índia, a edição de dezembro da revista Elle traz na capa a atriz Aishwarya Rai Bachchan. Apesar de ser uma estrela de Bollywood, muitos indianos podem não ter reconhecido a ex-Miss Mundo na foto. Isso porque, na foto publicada por Elle, a pele da atriz está tão pálida quanto a de alguém com origem europeia. Os fãs de Aishwarya notaram o uso excessivo de Photoshop e acusam a Elle de racismo. Por acaso a atriz tem de ser “clareada” para estar na capa da revista?
Os editores negam a alteração intencional. Compare e tire suas conclusões.


Os jornais indianos afirmam que a primeira reação de Aishwarya foi não acreditar que a revista pudesse ter alterado a cor de sua pele. Mas, se ficar comprovado que houve intenção de fazê-lo, ela não descarta processar a publicação.
Se decidir ir à Justiça contra Elle, a atriz indiana vai poder citar pelo menos um outro possível caso de racismo, desta vez na edição americana da revista. Na edição de setembro, a publicação foi acusada de clarear a pele da atriz Gabourey Sidibe, indicada ao Oscar de melhor atriz pelo ótimo Precious. Os editores dizem que trataram as fotos de Gabourey como as de qualquer outra modelo, mas o site Jezebel não perdoou e incluiu a capa entre as piores falhas de Photoshop de 2010.



São raras as mulheres “não-brancas” na capa da maioria das revistas femininas. O que esses dois casos sugerem é que, quando elas aparecem na capa, “precisam” se encaixar nesse modelo “tradicional”, isto é, racista.

leia mais no link:
http://colunas.epoca.globo.com/mulher7por7/2010/12/27/revista-e-acusada-de-clarear-pele-de-atriz-indiana-na-capa/

No Brasil, o oposto da situação supracitada também é verificado. E muito raro ver capas de revistas e campanhas das grandes grifes que utilizem modelos negras. No entanto, é comum para oferecer uma suposta diversidade ao publico escurecer algumas atrizes/ modelos morenas ou mulatas para que se pareçam negras.
Assim "calaria-se" a boca de quem acha que so loiras são mostradas. Afinal ja ouvi da boca de muitos estilistas e fotografos que o empecilho para não colocar negras em evidencia como padrão de beleza ora são os cabelos rebeldes, ora os traçoes étnicos que destoarim dos "finos" traços europeus como o nariz "afilado".

Podemos questionar, por exemplo, o evidente escurecimento da pele da atriz Juliana Paes na campanha da Vivara de 2009. Nestas fotos vemos uma Juliana Paes muito mais escura que o normal. Visto a estranheza do publico com uma Juliana Paes tão negra, poderia ter sido usada, por exemplo, sem graves alterações de resultado uma outra modelo/ atriz negra ou mulata sem o uso de tanto photoshop.






Outros questionamentos podem surgir quando analisamos o perfil de algumas das tops negras brasileiras mais frequentes nas capas de revista de moda: Emanuela de Paula e Gracie Carvalho.
Estas negras possuem belezas evidentes, mas certamente os cabelos não tão crespos e os traços de rosto não tão étnicos assim....




Afinal, pouco se fala, mas nos castings é muito comum dar preferência a negras "com cara de branca", ou até mesmo, enegrecer brancas ou morenas para que sejam aproveitados seus traços "finos" e so a cor "brozeada" seja evidenciada, porém sem a utilização de negras de verdade.

E, depois de tantas questões, voltamos a mesma de sempre...
Pq tanta dificuldade do pais em lidar com a propria origem étnica diversificada?

So depende de nos mudar esta realidade...

Q a força esteja conosco! ;)

COMUNICADO IMPORTANTE: eu estava sem internet, mas finalmente tudo foi reestabelecido! Agora, tenho muitos emails para responder e muito trabalho a fazer. O primeiro deles foi  obviamente preparar este post - posssivelmente o ultimo do ano de 2010.

Aproveito aqui para agradecer a todos os meus colaboradores pelas sugestões, elogios,criticas e o apoio dado para a construção dOLADONEGRODAMODA! Este post foi uma sugestão da companheira Mariana.

6 comentários:

  1. Olá, tudo joia?!
    Está lindo seu blog, já estou te seguindo...
    Segue o meu tbm, eu iria adorar!!!
    http://conversandosobreesmaltes.blogspot.com/
    Bjos e boas festas!

    ResponderExcluir
  2. Amiga, preciso falar contigo. Estou tentando te ligar e não consigo. te enviei um email. Me dê um retorno. Beijos!

    ResponderExcluir
  3. nada tão dramático como Camila Pitanga. Beijo saudoso

    ResponderExcluir
  4. Isso é clássico, as vezes a pele da modelo pode ser até escura mas os traços são nitidamente de uma pessoa branca.

    ResponderExcluir
  5. É simplesmente um racismo disfarçado!!!

    ResponderExcluir
  6. Cara, na boa: essa matéria chega a ser ofensiva. Mesmo que não seja intenção.
    Quer dizer que negras com traços mais finos, por suposto, em razão da enorme miscigenação racial existente no Brasil tornam-se menos negras? Então, se uma mulher negra que tenha um nariz mais afilado ou lábios menos grossos não tem o direito de reinvidicar sua identidade e não aparecer como negra? Francamente...

    ResponderExcluir